A experiência da Implementação da Gestão Orientada para os Resultados em Portugal

Joaquim Filipe Ferraz Esteves de Araújo

Resumen


Em Portugal houve várias tentativas para introduzir a gestão por objectivos. Estas iniciativas são o resultado da influência da Nova Gestão Pública e das ideias que proveniente da experiência de reforma internacional. A literatura sobre a reforma administrativa refere que as burocracias institucionais resistem à mudança, particularmente quando esta desafia as práticas e os procedimentos instituídos. Esta é a fonte da continuidade que está embutida na cultura e que é reproduzida de acordó com o ‘código genético’ da organização. A análise da implementação da gestão por objectivos na Administração Pública portuguesa mostra que apresar da vontade dos reformadores introduzirem estes instrumentos ainda não há uma prática generalizada da sua utilização. A experiência recente mostra que a resistência à mudança, a falta de preparação para usar estes instrumentos e a ausência de uma cultura assente em valores gestionários condicionaram o sucesso da reforma.


Texto completo:

PDF

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2015 Revista Enfoques

Revista Enfoques – ISSN 0718-9656 versión en línea | ISSN 0718-0241 versión impresa
Facultad de Gobierno – Universidad Central de Chile - Correo electrónico: enfoques@ucentral.cl
Sitio web adaptación de Open Journal Systems